Segurança de Marcela foi afastada por não ter reação quando 1ª dama do Brasil salvou cachorrinho

7 de maio de 2018 | _
Uma servidora responsável pela segurança da primeira-dama Marcela Temer foi afastada do cargo pelo governo. Ela será deslocada para outra função, dentro do gabinete.

A decisão foi tomada pelo GSI (Gabinete de Segurança Institucional), responsável pela segurança do presidente e da primeira-dama.

O motivo do afastamento foi 1 episódio registrado no fim de abril. Marcela passeava na beira do Lago Paranoá, em Brasília, com seu filho Michelzinho e 1 dos cães da família Temer, o Picoly.

Uma publicação compartilhada por Marcela Temer (@marcelatemer) em

O cachorro da raça jack russell mergulhou no lago e Marcela teve de entrar de roupa na água para resgatar o animal.

A servidora não teria ajudado a pegar Picoly. Para o GSI, o caso representou 1 risco para a primeira-dama e, por isso, decidiu retirar a servidora da função desempenhada. Picoly é 1 dos 2 cães da família do presidente Michel Temer. O outro é Thor, 1 cachorro da raça golden retriever.

Thor ficou famoso após aparecer em 1 dos tweets do presidente. Foi uma tentativa da equipe de comunicação do emedebista de tentar melhorar a imagem do presidente perante a população.