Lava Jato: Novo esquema mira operadores com esquema de US$ 1,65 bilhão

3 de maio de 2018 | _
A Polícia Federal em conjunto com o MPF (Ministério Público Federal) deflagraram uma nova fase da operação Lava Jato nesta 5ª feira (3.mai.2018). O agentes estão nas ruas para cumprir 43 prisões preventivas contra doleiros envolvidos num esquema de lavagem de dinheiro que atinge a cifra de US$ 1,652 bilhão. Eis a íntegra.

Batizada de Câmbio Desligo, a operação tem como base a delação do doleiro Vinícius Vieira Barreto Claret, o Juca Bala, e Cláudio Fernando Barbosa, o Tony –ligados ao ex-governador do Rio Sérgio Cabral (MDB) . De acordo com a PF, eles operavam em cerca de 3 mil offshores em 52 países.

Estão sendo cumpridos 1 total de 43 ordens de prisão preventiva no Brasil e 6 de prisão preventiva no exterior, 2 prisões preventivas e 51 mandados de busca e apreensão. O mandados de prisão são cumpridos no Rio, São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Distrito Federal e também em 2 países, Paraguai e Uruguai. O principal alvo da ação é o operador Dario Messer, apontado como “o doleiro dos doleiros” no Brasil.