Correios decidem fechar agências e demitir 5,3 mil trabalhadores

7 de maio de 2018 | _
Os Correios decidiram fechar nos próximos meses 513 agências próprias e demitir os funcionários que trabalham nelas, o que deve atingir 5.300 pessoas. Essa medida anti-operária sem nenhum fundamento que não seja a manutenção dos lucros da empresa foi aprovada em reunião da diretoria em fevereiro, segundo o Estado de S. Paulo. Na lista há agências com alto faturamento. Em Minas, das 20 mais rentáveis, 14 deixarão de funcionar. Os clientes serão atendidos por agências franqueadas que funcionam nas proximidades das que serão fechadas.

Em São Paulo, serão fechadas 167 agências – 90 na capital e 77 no interior. Trata-se de uma medida para beneficiar os acionistas e franqueados dos Correios, e intrinsecamente ligada aos ataques que o governo golpista de Temer vem anunciando, com as discussões abertas em relação à possível privatização da Eletrobrás e da Petrobrás.