Brutal repressão de Israel mata 43 palestinos em protesto contra mudança da embaixada dos EUA

15 de maio de 2018 | _
Chega a 43 mortos já anunciados até o fechamento desta matéria frente à brutal repressão exercida pelo Estado de Israel contra palestinos na fronteira entre a faixa de Gaza e Israel na manhã desta segunda-feira, 14. Mais de 1700 pessoas ficaram feridas, ao menos 27 em estado grave e centenas de feridos por tiros de armas de fogo.

A manifestação que reuniu milhares de palestinos se coloca contra a mudança da embaixada americana de Tal Aviv, capital israelense, para Jerusalém, em uma clara provocação do governo dos EUA no dia do aniversário de 70 anos da criação artificial do Estado de Israel.

De acordo com o Ministério da Saúde de Gaza, no dia de hoje dois meninos foram queimados vivos, um de 12 anos e outro de 14 anos. O ministério disse que pelo menos 448 palestinos foram baleados, enquanto outras centenas sofreram outros tipos de lesões.