Missão impossuível a união PMDB e PSDB rumo ao Planalto

26 de abril de 2018 | _
Com poucas perspectivas de sucesso em voos solo, PSDB e MDB já pensam em como conciliar o que hoje parece inconciliável para concorrerem juntos ao Planalto nas eleições de outubro.

São muitas as especulações no Congresso sobre como seria a aliança. A mais nova delas fala numa chapa encabeçada pelo tucano Geraldo Alckmin, tendo como vice o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles (MDB). Além de baixa viabilidade eleitoral, é 1 acerto quase impossível.

A verdade é que o PSDB do ex-governador se São Paulo quer o apoio do MDB, mas mantendo distância do presidente da República. Temer teria que se comprometer a ficar invisível.

Já o MDB de Michel Temer aceita de bom grado apoiar uma chapa do PSDB para o Planalto. Mas com a seguinte condição: o candidato não poderia ser Alckmin.