É numa sexta, 13 que a ministra do STF, Cármen Lúcia assume a presidência do Brasil depois de viagem de Temer

13 de abril de 2018 | _

Não se assustem com a imagem, pois não é nenhum personagem da família Addams, trata-se da presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, que assume a presidência do Brasil nesta sexta (13) e ao longo do sábado (14).

Os homens que estão a sua frente na linha sucessória vão viajar: o presidente da República, Michel Temer, vai para Lima, no Peru, participar da 8ª Cúpula das Américas; o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, viaja ao Panamá; e o presidente do Senado, Eunício Oliveira, vai para o Japão.

Tanto Maia quanto Eunício têm justificativas oficiais para suas ausências, mas, na verdade, terão que sair do Brasil em todas as ausências de Michel Temer se não quiserem ficar inelegíveis.

Isso porque a legislação eleitoral brasileira proíbe os políticos que são candidatos de assumirem outras funções públicas a menos de seis meses da eleição.