Rafael Motta protocola na câmara moção de apoio a professora que sofreu ataques de desembargadora

21 de março de 2018 | _

O deputado federal Rafael Motta (PSB) protocolou Moção de Apoio à professora Débora Araujo Seabra de Moura, primeira portadora de Síndrome de Down a se tornar professora no Brasil, que foi vítima de ataques em uma rede social por parte da desembargadora Marília Castro Neves, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, que desdenhou do fato de uma professora ter Síndrome de Down.

O Requerimento de Moção 8302/2018 foi protocolado nesta terça-feira (20), na Câmara dos Deputados. A educadora potiguar é nacionalmente conhecida por seu trabalho no combate ao preconceito e respeito às diferenças existentes na sociedade. “A professora Débora Seabra é um exemplo para todo o país. Sua perseverança e força de vontade são inspiradoras, mas ainda há quem questione a capacidade de pessoas como ela exercerem funções nos mais diversos níveis”, afirmou Rafael Motta