PF prende José Yunes, ex-assessor e amigo de Michel Temer e ex-ministro Wagner Rossi

29 de março de 2018 | _
A Polícia Federal cumpriu na manhã desta quinta (29) mandados de prisão relacionados ao inquérito que investiga suposta concessão de vantagens a empresas portuárias em troca de propina na edição do Decreto dos Portos, de maio de 2017.

Foram presos o ex-assessor e amigo de Michel Temer, José Yunes, o ex-ministro Wagner Rossi e Antonio Grecco, dono da empresa Rodrimar, suspeita de ter sido favorecida pela medida assinada pelo presidente.


A ação foi autorizada pelo ministro do STF Luís Roberto Barroso, que é o relator do inquérito que investiga as suspeitas de propina relacionadas à edição do Decreto dos Portos. 

A ordem de prisão é temporária, pelo período de 5 dias.