MP pede retirada imediata de outdoors de Bolsonaro Expostos em municípios

2 de março de 2018 | _

Recurso apresentado no TSE (Tribunal Superior do Trabalho) pelo vice-procurador-geral Eleitoral, Humberto Jacques de Medeiros, pede retirada imediata de outdoors que exaltam o pré-candidato à Presidência, deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ).

Os anúncios os quais são citados na ação, estão expostos em 3 municípios da Bahia, Paulo Afonso, Glória e Santa Brígida.

O vice-procurador-geral afirma que a veiculação deve ser interpretada como propaganda eleitoral.

As propagandas eleitorais são proibidas antes de 15 de agosto, segundo a Lei das Eleições (Lei 9.504/97). Independente da data, a veiculação de propaganda eleitoral em outdoors é proibida.

No recurso, Medeiros questionou a decisão do ministro Luiz Fux que, como presidente interino do TSE, negou liminar do MPE (Ministério Público Eleitoral) que pedia a retirada dos outdoors. O ministro alegou que não havia pedido explícito de votos na peça.

Bolsonaro está em outros 33 municípios de outros 13 Estados com placas com mensagens de apoio.

No Rio Grande do Norte, mais precisamente nos municípios de Nísia Floresta e Areia Branca no ultimo fim de semana, apoiadores ergueram 1 outdoor em cada 1 dos municípios.

 Se a moda pega teremos pedidos também no erreene, pois esse povo gosta mesmo é de copiar.

Outdoor na cidade de Areia Branca