Acusado de corrupção governador teria negociado compra do silêncio de ex-procuradora

12 de março de 2018 | _
Em reportagem exibida no Fantástico, da TV Globo, neste domingo (11.mar.2018), o governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD), aparece como suspeito de negociar o pagamento de mesada à ex-procuradora-geral da Assembleia Legislativa do Estado, Rita das Mercês. O dinheiro seria para comprar o silêncio dela.

Faria já é investigado em inquérito que apura as irregularidades no Legislativo do Rio Grande do Norte. A investigação pelo MPF (Ministério Público Federal) foi autorizada em novembro de 2017 pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça) já que o governador possui foro privilegiado.

Em reportagem exibida no Fantástico, da TV Globo, neste domingo (11.mar.2018), o governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD), aparece como suspeito de negociar o pagamento de mesada à ex-procuradora-geral da Assembleia Legislativa do Estado, Rita das Mercês. O dinheiro seria para comprar o silêncio dela.

Faria já é investigado em inquérito que apura as irregularidades no Legislativo do Rio Grande do Norte. A investigação pelo MPF (Ministério Público Federal) foi autorizada em novembro de 2017 pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça) já que o governador possui foro privilegiado.

Rita chegou a ser presa no ano passado na deflagração da operação Dama de Espadas, que apurou desvios na Assembleia do Estado por meio de funcionários fantasmas.

A ex-procuradora, no entanto, fechou 1 acordo de delação premiada. Segundo a delatora, Robinson Faria teria embolsado cerca de R$ 100 mil por mês de 2006 a 2010 quando era presidente da Assembleia. Os recursos seriam resultados de contratações de servidores fantasmas

Em ações controladas, a PF (Polícia Federal) gravou 1 assessor do governador, Adelson Freitas dos Reis, negociando pagamentos em dinheiro vivo à Rita. No vídeo, o funcionário afirma que a ex-procuradora “pode ficar tranquila”, porque a ação teria o apoio do governador.

Na reportagem, a defesa do governador nega irregularidades e diz que as acusações são mentirosas. Rita afirmou que “não passa de mera peã”. Adelson não retornou à TV Globo.