Prefeito de Macau perde maioria na Câmara

15 de fevereiro de 2018 | _
A habilidade política do prefeito Tulio Lemos leva seu governo ao completo naufrágio político-administrativo. A situação caótica de sua gestão é o retrato do amadorismo político de um governo constituído por inexperientes e aproveitadores assessores (lagartixas).

A situação insustentável se agravava a cada dia aos olhos de todos, mas a cegueira e o egoismo os impedem de redimir-sem, até que chegou o carnaval, que para o vice-prefeito por exemplo, foi a gota d'água. O carnaval realizado sob suspeitas de irregularidade serviu por álibi para afastamento de 3 apoios importantes.

O trio de hoje, fizeram uma especie de relatório oficial, apontando incontáveis falhas na condução da gestão Tulio Lemos.

Tulio já não gozava do apoio da população, nem mesmo daqueles que foram às ruas e gritaram seu nome. Sem esse apoio, o prefeito se fragilizou diante de seus comandados e terminou perdendo apoios na Câmara Municipal.

Começou pelo vereador Ítalo Mendonça, seguido por Diana e Pintinho, hoje perdeu 1 apoio imaginável do vereador Carlinhos do Valadão e do companheiro de 1ª hora Marcos Cabral, considerados improváveis com altas apostas na bolsa.

E agora fica o prefeito sem a maioria na Casa Legislativa.

Governistas com 1) Oscar 2) Dantas 3) Lampião 4) Dinarte 5) Ceição.

Oposição com 1) Pintinho 2) Kekel 3) Cláudio Gia 4) Marcos Cabral 5) Carlinhos 6) Wilder 7) Ítalo 8) Diana.

Durante a sessão ordinária desta quinta (15) os vereadores Carlinhos do Valadão e Marcos Cabral, declararam oficialmente que não fazem mais parte da base de apoio ao prefeito na Câmara. Na oportunidade, eles citaram que não podem permanecer fechando os olhos para os desmandos administrativo da gestão do Prefeito Tulio Lemos.