Pauta da reforma poderá ficar para depois das eleições

8 de fevereiro de 2018 | _

Representantes de centrais sindicais se encontraram nesta quarta (7) com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia. Na reunião, pediram ao deputado que pautasse a votação da reforma da Previdência somente após as eleições de outubro. 

Os sindicalistas saíram de lá felizes.

Segundo o deputado Paulinho da Força (SD-SP), 1 dos participantes da reunião, Maia não disse que o assunto morreu. Mas: “Ponderou que não tem votos agora para aprovar, que será muito difícil conseguir e que não pautará mais, se não for votado até o final de fevereiro.

Entre os deputados sindicalistas, o número de parlamentares que ficaram do lado do governo deva chegar de 130 a 150 no máximo.