Para Dilma mandados coletivos no Rio aprofundam Estado de exceção no Brasil

20 de fevereiro de 2018 | _
A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) publicou uma nota, nesta segunda (20), criticando a intervenção federal no Rio de Janeiro, anunciada pelo governo na última sexta (16).

Dilma criticou a decisão de usar mandados coletivos de busca, apreensão e captura no Estado.

“É uma das mais graves violações aos direitos civis que o Brasil enfrenta desde o fim da ditadura”, disse Dilma.

Os mandados coletivos de busca e apreensão foram defendidos, nesta segunda (19), pelo ministro da Defesa, Raul Jungmann.

O instrumento permitiria uma operação policial numa favela ou 1 bairro inteiro. Jungmann disse que solicitará à Justiça estadual do Rio a autorização para realizar os mandados coletivos.

Eis a íntegra da nota divulgada por Dilma:

do blog É Francisco Gomes: Concordo plenamente com a permissão dos mandatos coletivos.