Oposição quer CEI contra prefeito Tulio Lemos em Macau

15 de fevereiro de 2018 | _
Macau e suas particularidades políticas que vão do (lixo ao luxo) em frações de milésimos de 2" (segundos). Os macauenses nem mesmo se curaram da ressaca carnavalesca e já se embebedam com as astucias dos agentes políticos. 

Com o proposito de deixar Tulio Lemos )PSD) só as cinzas, a oposição ao prefeito de Macau na Câmara, composta hoje por 8 dos 13 vereadores, já se movimentam dos corredores aos gabinetes da Casa para instalação de uma CEI (Comissão Especial de Inquérito) para apurar o uso indevido de verbas publicas empregadas em supostas irregularidades.

Na câmara já existem denúncias  contra 1 suposto esquemas de aquisição de medicamentos e locação de veículos. Vereadores da oposição em contato com o blog, afirmam que irão provar que há indícios de irregularidades na administração do prefeito com participação de empresas laranjas ligadas a parentes.

Quanto aos medicamentos, a então secretária de saúde Lucianny Guerra, declarou na câmara que tinha sido investido R$ 1,2 milhões em medicamentos, mas nas farmácias das unidades os pacientes reclamam da ausência dos mesmos. 

Em 2017, por 1 voto a CEI não saiu. O vereador de oposição, hoje governista Oscar Paulino, não assinou o pedido de abertura. Hoje já há quórum e com mais 1 voto (2/3) o prefeito pode até ser cassado.