FUX deve barrar registro de candidatos condenados por colegiado

8 de fevereiro de 2018 | _
O novo presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ministro Luiz Fux, afirmou hoje, quinta (8) que a Corte vai reavaliar a possibilidade de candidatos condenados em 2ª Instância registrarem candidaturas.

O ministro é adepto da corrente de que 1 condenado por órgão colegiado nem sequer tem direito ao registro.

Fux dá a entender que o TSE pode barrar antecipadamente o registro de condenados, antes mesmo de a candidatura ser impugnada pelo MPE (Ministério Público Eleitoral) ou por partidos opositores.