SINAIT expressa em nota apoio a greve dos policiais civis e militares

4 de janeiro de 2018 | _
Eis a nota,

O Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho - SINAIT expressa e declara apoio e solidariedade apoio e solidariedade aos Policiais Civis e Militares do Rio Grande do Norte nesse momento angustiante de paralisação em razão dos atrasos no pagamento dos salários e de reivindicações por condições de trabalho seguras.

A falta de pagamento dos salários do policial no prazo legal viola o seu direito essencial universal da dignidade da pessoa humana, prejudica o seu direito essencial de garantia da preservação da saúde física e mental em razão do trabalho, afronta o seu direito essencial constitucional de ter a sua imagem e honra garantidas pelo Governo do Estado, além de causar prejuízos à vida do policial, o que compromete toda a segurança pública. 

Isso tudo é estado de calamidade humana.

Sem receber salários os policiais são vistos pela sociedade como caloteiros, maus pagadores de contas, isso por que não conseguem pagar suas despesas pessoais de água, energia, creche/escolas de filhos, material escolar, vestuário, aluguel, alimentação, compra de remédios ou pagar consultas médicas, exames, higiene pessoal.

O atraso do pagamento dos salários dos policiais denigre a sua imagem, e também a da sua instituição perante a sociedade já que o policial sem condições de garantir nem mesmo o próprio sustendo e o da sua família não tem condições mentais e psicológicas de cumprir com a sua missão de proteger a população.

O policial civil e militar são sujeitos de direitos essenciais, merecem o respeito da população brasileira e tratamento digno do Governo do Estado do Rio Grande do Norte.

Carlos Fernando da Silva Filho
Presidente do SINAIT