Flávio Rocha lança manifesto liberal para eleições 2018 e apresenta movimento "Brasil 200"

19 de janeiro de 2018 | _


O dono da Riachuelo, Flávio Rocha – aquele mesmo que classificou como “ótima” a portaria que dificultava o combate ao trabalho escravo –, lançou nesta quarta (17), nos Estados Unidos, um manifesto por uma "nova independência do Brasil". O texto defende o tradicional receituário neoliberal para combater a crise no Brasil. “O livre mercado é a melhor arma contra a pobreza”, disse. Para ele, o país precisa de um presidente que seja “liberal na economia e conservador nos costumes.”

Durante um evento sobre varejo em Nova York, o empresário gravou um vídeo em que lê uma “carta-manifesto”. Nela, apresenta o movimento “Brasil 200”, numa referência ao aniversário de 200 anos da independência do Brasil, a ser comemorado em 2022, último ano de mandato do presidente que será eleito neste ano.

Na sua carta, Rocha - conhecido apoiador do golpe que derrubou Dilma Rousseff - tece críticas tanto às gestões do PT, acusando a “nova matriz econômica” de ter jogado o país num “buraco”, quanto à de Michel Temer.