Prefeito Tulio Lemos que enfrenta crise administrativa agora terá que enfrentar crise política

6 de dezembro de 2017 | _
Em Macau não se fala mais somente em crise administrativa da gestão Tulio Lemos. Nas ruas da cidade, depois de instalar de fato um caos no município, de nomear parentes, não pagar servidores ativos e inativos, de acumular uma dívida de quase R$ 10 milhões, depois de receber quase R$ 70 milhões e deixar o pai, o ex-prefeito Afonso Lemos, passar a impressão nas ruas da cidade de que dá as cartas e de delegar poderes de prefeito ao tio Bosco Afonso, prefeito de fato de Macau, o prefeito Tulio Lemos (PSD), vai ter de lhe dar com a 1ª crise política em seu Governo.

Chega o fim da parceria entre o PSD do prefeito Tulio Lemos e o PSDB do vice-prefeito Rodrigo Aladim.

O pivô do estopim é a administração desgovernada, desenfreada dos gestores de fato e de direito.

Uma fonte contou ontem ao blog o que há 2 meses já sabíamos.

O vice prefeito Rodrigo Aladim apenas estava aguardando sua esposa Jemima Diniz (gravida) pedir afastamento da secretaria de turismo (sem volta) para oficializar o que categoricamente já era de vera. É verdade que Aladim não deu nenhuma declaração AINDA.

O blog ficou sabendo que Tulio espera por Aladim, que espera a oportunidade de sentar com Tulio e oficializar o rompimento.

Em breve, Aladim deverá dar detalhes sobre os motivos, um deles seria a falta de poder de decisão do prefeito, e que teria pessoas mandando mais que o próprio gestor.

Mas um dos motivos é o fato de Rodrigo Aladim desejar ser candidato a deputado federal e saber que não terá o apoio do prefeito.