Eleito Cacique Mor do PSDB, Alckmin ataca Lula e recebe apoio de Doria

9 de dezembro de 2017 | _
O prefeito de São Paulo, João Doria, afirmou neste sábado (9) que o governador do Estado, Geraldo Alckmin, tem o seu “apoio incondicional” para a Presidência em 2018.
“Quero reafirmar meu apoio incondicional a Geraldo Alckmin, para que juntos que tenhamos a Presidência do Brasil. Para ser o futuro presidente do Brasil”, disse Doria. O tucano ainda pediu aplausos para o governador de São Paulo.
Pa Alckmin, Lula será condenado nas urnas pela maior recessão da nossa história. "As urnas o condenarão pelos 15 milhões de empregos perdidos, pelas milhares de empresas fechadas, pelos sonhos perdidos."

O PSDB realiza neste sábado sua Convenção Nacional. Alckmin assume o posto sem eleição depois que o senador Tasso Jereissati e o governador de Goiás, Marconi Perillo, retiraram suas candidaturas. A legenda vinha sendo comandada interinamente desde o afastamento do senador Aécio Neves (PSDB-MG), em maio.

João Doria defendeu ainda que o partido comece sua campanha para o Planalto em janeiro de 2018.