Tribunal decide se manda prender o presidente da Alerj, Jorge Picciani

16 de novembro de 2017 | _
O TRF-2 (Tribunal Regional da 2ª Região) decide nesta quinta (16) se aceita pedido (íntegra) de prisão preventiva (sem prazo para soltura) contra o presidente da Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro), Jorge Picciani, e os deputados Paulo Melo e Edson Albertassi, todos do PMDB. A sessão está marcada para as 13h.

Os políticos foram alvos da operação “Cadeia Velha”, que apura o uso de cargos na cúpula da Alerj para a prática de evasão de divisas, lavagem de dinheiro, corrupção e associação criminosa.