Senado aprova mudança de modelo eleitoral para distrital misto e projeto segue para câmara

21 de novembro de 2017 | _
O Senado aprovou por 40 votos a 13 na tarde desta terça (21) o modelo distrital misto para o regime eleitoral brasileiro. Caso seja aprovado, as eleições para vereadores e deputados não será mais apenas pelo regime proporcional.

O projeto propõe uma combinação do voto proporcional e do voto majoritário. Os eleitores teriam 2 votos: 1 para candidatos no distrito e outro para as legendas (partidos).

Os votos em legenda (sistema proporcional) são computados em todo o Estado ou município, conforme o quociente eleitoral (total de cadeiras divididas pelo total de votos válidos). Já os votos majoritários são destinados a candidatos do distrito, escolhidos pelos partidos políticos, vencendo o mais votado.

Já os partidos inscreveriam 1 candidato por cada distrito dos Estados.