O ninho tucano de cobras: Aécio Neves destituiu Tasso Jereissati depois que o senador cearense ajudou a absorvê-lo

9 de novembro de 2017 | _

Destituído nesta quinta (9) da presidência do PSDB por Aécio Neves (MG), o senador Tasso Jereissati (CE) fez críticas duras ao mineiro. 

“O PSDB desses caras não é o PSDB”, disse. 

Segundo Tasso, Aécio o procurou dizendo que gostaria que ele se afastasse da presidência do PSDB.

O mineiro teria dito que o motivo da destituição seria a candidatura de Tasso para comandar o partido. O novo presidente da sigla será escolhido em convenção em 9 de dezembro. “Ele afirmou que acreditava que a eleição não seria justa, com as mesmas condições”, disse.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, telefonaram para Tasso. Segundo o senador, ambos demonstraram muita surpresa com a decisão de Aécio.

O grupo de Aécio articulou a decisão. O vice-presidente do partido, Alberto Goldman, já estava na sede da executiva nacional do partido em Brasília quando Aécio fez o anúncio sobre a destituição de Tasso.

A articulação foi considerada 1 golpe pelo grupo de deputados que apoiam Tasso.