Negros ganham metade da renda de brancos

15 de novembro de 2017 | _
A Oxfam estima que negros e brancos só terão uma renda equivalente no país em 2089, daqui a pelo menos 72 anos. "A gente fez um cálculo da média da equiparação salarial entre negros e brancos de 1995 a 2015 e projetou o resultado para saber em quanto tempo, seguindo o ritmo desses 20 anos, se chegaria à igualdade de salários", explica Rafael Georges, cientista político e coordenador de campanhas da Oxfam Brasil, ao Uol.

A Ong utiliza dados do Ipea e da Pnad, e considerou todos os tipos de renda de homens e mulheres. 

Em 2015, brancos ganharam o dobro do recebido por negros, R$ 1.589 contra R$ 898 mensais. No intervalo de 20 anos, os rendimentos dos negros passaram de 45% do recebido por brancos para 57%. Neste ritmo, a igualdade chegaria apenas em 2089, isto se a equiparação continuar mesmo a avançar.

"Se a gente tirasse a informação sobre os programas sociais, que chegam mais para a população negra, que é a mais pobre, talvez esta projeção de equiparação salarial fosse ainda pior", comentou Georges com o portal de notícias.

De acordo com a Oxfam, 67% dos negros brasileiros estão entre as pessoas que recebem até 1,5 salário mínimo, enquanto os brancos são menos de 45%. 

Já entre homens e mulheres, segundo a Ong, 65% das mulheres ganham até 1,5 salário mínimo, ante 52% dos homens. Se mantida a tendência dos últimos 20 anos, a equiparação salarial chegará em 2047. 

 Fonte: JB