Jereissati e Perillo desiste de disputar o comando do PSDB e Alkimin agradece

27 de novembro de 2017 | _
Após a desistência do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) e do governador de Goiás, Marconi Perillo, de concorrerem à Presidência do PSDB, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, vai se lançar candidato ao comando tucano com o discurso da unidade partidária, afirmou à Reuters uma fonte ligada diretamente a ele.

Com o recuo do prefeito de São Paulo, João Doria, em buscar uma candidatura presidencial, o governador paulista tornou-se o principal nome do partido para a disputa ao Palácio do Planalto.

Ainda assim, segundo esse interlocutor, o partido -na convenção partidária marcada para o dia 9 de dezembro- deverá romper com o governo do presidente Michel Temer.

Alckmin atuou nos bastidores para que a bancada do PSDB na Câmara apoiasse a aceitação da primeira denúncia contra o presidente em agosto. Os deputados tucanos, entretanto, ficaram divididos na ocasião.