Hulck oficializa que não será candidato a presidente

27 de novembro de 2017 | _
"Como Ulisses em "A Odisseia", nos últimos meses estive amarrado ao mastro, tentando escapar da sedução das sereias, cantando a pulmões plenos e por todos os lados, inclusive dentro de mim". Disse Hulck dando inicio ao discurso onde afirma que não será candidato.

Após ser cogitado como possível candidato à Presidência da República, o apresentador de televisão Luciano Huck anunciou que não concorrerá ao principal cargo eletivo do país. Luciano escreveu 1 artigo publicado pelo jornal Folha de São Paulo, defendendo reformas, maior representatividade e “menos politicagem” no país. “Contem comigo. Mas não como candidato a presidente”, afirmou Huck.

Apesar de oficializar sua retirada da lista de pleiteantes ao cargo de presidente, Huck disse que irá atuar cada vez mais como agregador “para melhorar o país”: “Vou trabalhar efetivamente para estruturar e me juntar a grupos que assumam a missão de ir fundo na elaboração de um pensamento e principalmente de um projeto de país para o Brasil”.

Entre as ação defendidas pelo apresentador em seu artigo estão escutar os anseios das pessoas, fazer reformas estruturais, implementar políticas públicas afetivas e efetivas e políticas econômicas modernas e eficazes e adotar total transparência dos gastos públicos. “Por menos politicagem e por mais e melhor representatividade”, disse.

“Vou atuar cada vez mais, sempre de acordo com minhas crenças, em especial com a fé enorme que tenho neste país”, afirmou.

Pesquisas de outubro mostrou 1 potencial de voto de 40% para Huck. Na semana passada, o jornal O Estado de S.Paulo publicou 1 levantamento que indicava nível de aprovação de 60% ao apresentador. Durante o fim de semana, já havia rumores de que Huck poderia anunciar nesta 2ª feira que não entraria na corrida ao Planalto.

Leia a íntegra do artigo do apresentador, publicado originalmente na Folha de S.Paulo