Governo anuncia compra de deputados por R$ 600 milhões em emendas para quem votar a Reforma da Previdência

18 de novembro de 2017 | _
O governo anunciou nesta sexta-feira, 17, que vai liberar R$ 595,6 milhões que serão destinados, até o fim do ano, a emendas parlamentares, na tentativa de comprar deputados para votar a Previdência.

Equipe econômica do Governo Federal anunciou nesta sexta-feira a liberação de R$ 7,5 bilhões que estavam bloqueados e destinou R$ 595,6 milhões ao Congresso, em meio a tentativa de descarregar sob o ombro dos trabalhadores a reforma da previdência, que nos fará trabalhar até morrer, com 40 anos de trabalho pra receber a aposentadoria integral.

As emendas servem para que o congresso se venda ao Governo Federal mais uma vez, como já fizeram nas vésperas da recente segunda denuncia contra Temer, quando quase 700 milhões em emendas foram usados para comprar os parlamentares, interessados em manter seus currais eleitorais. Segundo o anúncio de desta sexta-feira, 17, R$ 198,5 milhões vão para emendas de bancadas partidárias e R$ 397,1 milhões para emendas individuais dos parlamentares.