Fifagate: PT, PDT e Psol pedem cassação de licença da Globo

22 de novembro de 2017 | _
PT, PDT e Psol entraram nesta 4ª feira (22.nov.2017) com 3 representações contra a TV Globo e o presidente do Grupo Globo, Roberto Irineu Marinho, baseadas em acusações feitas por testemunha de investigação sobre corrupção na Fifa. Entre os pedidos, está a cassação da licença de transmissões da emissora.

As ações foram protocoladas na PGR (Procuradoria Geral da República), no Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) e no Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações.

Em nota, a TV Globo disse que “não pratica nem tolera qualquer pagamento de propina” e que o Grupo Globo “se colocará plenamente à disposição das autoridades americanas para que tudo seja esclarecido”. Leia a íntegra do comunicado:

“Sobre o depoimento do executivo Alejandro Burzaco em Nova York, no julgamento do caso FIFA pela justiça dos Estados Unidos, o Grupo Globo afirma veementemente que não pratica nem tolera qualquer pagamento de propina. Esclarece que, após mais de dois anos de investigação, não é parte nos processos que correm na justiça americana. Em suas amplas investigações internas, apurou que jamais realizou pagamentos que não os previstos nos contratos. O Grupo Globo se colocará plenamente à disposição das autoridades americanas para que tudo seja esclarecido. Para a Globo, isso é uma questão de honra. Os nossos princípios editoriais nem permitiriam que seja diferente. Mas o Grupo Globo considera fundamental garantir aos leitores, aos ouvintes e aos espectadores que o noticiário a respeito será divulgado com a transparência que o jornalismo exige.”