Polícia desmonta ‘Máfia dos Concursos’ que cobrava para fraudar provas

30 de outubro de 2017 | _
As polícias civis de Goiás e do Distrito Federal desmontaram na manhã desta 2ª feira (30) um esquema criminoso de fraudes em concursos públicos e no Enem em todo o país. A Máfia dos Concursos é suspeita de receber propina em troca da obtenção, por meio fraudulento, de vagas em concorrências para cargos públicos e em universidades.

Em Brasília, a Justiça autorizou o cumprimento de 5 mandados de prisão preventiva, 3 temporárias e 8 conduções coercitivas, além de 15 mandados de busca e apreensão na capital federal e em Goiânia.

Entre os alvos está Ricardo Silva do Nascimento, ex-funcionário do Centro de Promoção e Seleção de Eventos (Cespe) –atual Cebraspe– , instituição ligada à UnB e responsável por vários concursos nos últimos anos. Ele é apontado como o chefe do grupo. Também foi detido um aliciador da quadrilha: ele vendia o esquema em portas de cursos pré-vestibular e preparatórios para concursos públicos.