Entre Congonhas e tilápias, o vale-tudo pelos 263 votos pró Temer

20 de outubro de 2017 | _
O presidente Michel Temer tem nesta sexta-feira um evento sob medida para manter as aparências de normalidade. Às 15h o presidente inaugura o maior abatedouro de peixes do Brasil, em Palotina, no Paraná. Mas o que importa mesmo é a ordem que o presidente deixou a seus interlocutores políticos antes de deixar Brasília ontem.

É hora de acelerar as negociações, as emendas e os afagos a aliados para garantir um sepultamento tranquilo da segunda denúncia da Procuradoria-Geral da República.

A votação está marcada para a próxima quarta-feira, na Câmara, e o governo quer manter o placar conquistado na primeira denúncia, quando teve 263 votos favoráveis. É o índice Temer, que aliados juram estar garantido, e opositores garantem que não vai se repetir.

Em mais uma mostra de que está disposto a ir longe para se manter no cargo, o governo negocia até tirar o aeroporto de congonhas da lista de privatizações em troca dos votos do PR, segundo informa o jornal Folha de S. Paulo.

Para um governo que tem defendido com unhas e dentes a importância da iniciativa privata para melhorar a infraestrutura do país, seria uma medida controversa. Mas, pelos 263 votos, vale tudo.