Deputado Rafael Motta tem nome cogitado para assumir a liderança do PSB na câmara

17 de outubro de 2017 | _
Às vésperas da votação da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), o PSB recomendou na noite de hoje (16) a destituição imediata da líder do partido na Câmara dos Deputados, Tereza Cristina (MS). A decisão foi tomada durante reunião do diretório nacional da legenda, que havia se reunido para deliberar sobre a possível expulsão de quatro deputados federais da sigla, mas foi impedida por uma liminar da Justiça.

A saída da deputada Tereza Cristina, pode levar ao cargo de liderança do partido na Casa o deputado potiguar Rafael Motta, presidente do PSB no Rio Grande do Norte.

“Queremos um líder que cumpra as decisões do partido, que represente o partido e a posição majoritária da bancada, que é favorável à apuração dos crimes de que é acusado o senhor Michel Temer”, afirmou o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, após o encontro. 

Rafael Motta tem votado em consonância com a orientação do Diretório Nacional.