Bolsonaro não vem pra brincadeira

16 de outubro de 2017 | _
A Coluna Poder, da jornalista Tais Bilenky da Folha de São Paulo registra nesta segunda (16) que enquanto o tucanos trocam "bicadas", aos poucos seus admiradores são atraídos pelos encantos do deputado Jair Bolsonaro na corrida pela presidência em 2018.

Os primeiros a correrem aos braços de Bolsonaro são militantes do Movimento Brasil Livre, o que não pode se considerar grande coisa, mas isso já demonstra uma tendência devido a turbulência no ninho tucano.

A jornalista enfatiza que não apenas o MBL, mais lideranças políticas do PTB, como o ex-deputado Roberto Jefferson, presidente do partido no âmbito nacional, tem flertado com Bolsonaro nas redes sociais. O detalhe é que Jefferson havia declarado apoio a Alckmin (PSDB), assim como, o MBL a Dória.

O cientista político Rafael Cortez, analista na consultoria Tendências, que Bolsonaro cresce ainda quanto a soma à indefinição do candidato a crise na cúpula do PSDB e o desgaste gerado pelo apoio ao governo Michel Temer, que dificulta a associação de sua imagem à renovação política. "Esses fatores têm um custo reputacional grande para a legenda, que, me parece, vai sustentar em parte o voto para Bolsonaro ao longo da campanha."