Prisão de Gerddel complica Temer e pode desvendar esquema de propina para o governo

9 de setembro de 2017 | _
A apreensão de 51 milhões de reais em um apartamento em Salvador emprestado por um empresário a Geddel Vieira Lima e a consequente prisão do ex-ministro na manhã da sexta-feira (8) levado ao presídio da Papuda, recoloca Temer na berlinda.

Com a homologação pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF, da delação do doleiro Lucio Bolonha Funaro, aumentam as chances de o Ministério Público conectar as malas de dinheiro atribuídas a Vieira Lima a um esquema de propina que envolve a cúpula do governo e o próprio presidente.