O "Quadrilhão" do PMDB que saqueia o Brasil é comandado pelo presidente Michel Temer

13 de setembro de 2017 | _
Acabou a farsa de que Michel Temer seria vítima de perseguição d e Janot da PGR. O presidente agora é acusado pela Polícia Federal, e não mais pelo Ministério Público, que sustenta que Temer está no topo de uma organização criminosa.

O relatório da PF faz um raio-x na atuação do chamado PMDB da Câmara. São quase 500 páginas de uma longa crônica de usurpaçãos aos cofres públicos. O documento descreve falcatruas milionárias na Petrobras, na Caixa Econômica, em Furnas, no Ministério da Agricultura, na Secretaria de Aviação Civil e no Congresso.

Os federais afirmam que o "quadrilhão" reunia seis amigos de longa data. A Lava Jato já prendeu metade do time: Cunha, Henrique Alves e Geddel Vieira Lima, o homem de R$ 51 milhões. Os outros três estão no Palácio do Planalto: Temer e os ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco, todos protegidos pelo foro privilegiado.

De acordo com o organograma apresentado pelos policiais federais, Temer é o chefe de uma máfia montada para saquear o País.

Que ironia hien... milhares de brasucas nas ruas batendo lata pedindo a saída da presidente Dilma, acusada por praticar pedaladas fiscais.

E hoje... no que vão bater?

Trocaram a Dilma por uma mega-hiper-super organização criminosa que roubam o país. 

Brasil vergonha.