José de Abreu afirma desistir do PT caso partido mantenha posição suicida ao defender Aécio

28 de setembro de 2017 | _
O ator José de Abreu, petista declarado, disse que está desistindo do partido depois do posicionamento contra o afastamento do senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato.

“Desisto. Se o PT for de novo ‘republicano’, desisto. Não estamos vivendo momentos normais”, publicou o ator em sua conta no Twitter.

Ele ressaltou não concordar com a decisão da legenda divulgada nesta quarta-feira 27. 

"Não concordo com a decisão do PT. Esse republicanismo levado ao paroxismo já nos brindou com o golpe. Lula prestes a ser condenado... desisto", completou.

Ele disse ainda 'duvidar' que o PT "mantenha essa posição suicida até a próxima terça-feira" e ironizou a ida do partido ao Conselho de Ética contra Aécio. "Acreditar no Conselho de Ética é o mesmo que acreditar na isenção da Lava Jato".

Gleisi Hoffmann

Numa polêmica nota, a presidente do partido, senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), afirmou que Aécio merece o desprezo do povo brasileiro, mas não pode ser afastado do mandato por decisão do Supremo Tribunal Federal.