Governo leiloa 4 usinas hidrelétricas da Cemig por R$ 12,1 bilhões

27 de setembro de 2017 | _
O governo federal leiloou, por R$ 12,13 bilhões, quatro usinas da Cemig na manhã desta quarta-feira (27).

Foi leiloada por R$ 7,18 bilhões a usina hidrelétrica de São Simão (GO) para a empresa Pacific Energy. O valor mínimo pedido era de R$ 6,74 bilhões —o ágio foi de 6,51%.

A usina de Miranda (MG), que a Cemig tentou negociar para deixar de fora do leilão, acabou sendo leiloada também à iniciativa privada.

Os interessados credenciados no leilão foram Enel Brasil, Pacific Energy, Aliança Geração de Energia e Engie Brasil.

Pela usina de Jaguara (SP/MG), com mínimo de R$ 1,92 bilhão, a Engie Brasil ofereceu R$ 2,17 bilhões —ágio de 13,59%.

A Engie também levou Miranda (MG) por R$ 1,36 bilhão, ágio de 22,42% em relação ao mínimo de R$ 1,1 bilhão proposto pelo governo.

"Leilão é leilão. Ninguém tinha segurança de prognóstico nenhum. O importante é que estamos vendo concorrência", afirma Claudio Sales, presidente da Acende Brasil.

Já a Enel Brasil levou a usina de Volta Grande (SP/MG) por R$ 1,42 bilhão, ágio de 9,84% em relação ao mínimo.

Juntas, as quatro usinas leiloadas têm capacidade de 2.922 MW, 37% da capacidade de geração da estatal.

Sindicalistas fizeram protestos em frente à Bolsa B3, onde ocorreu o leilão. "Isso não é do interesse popular. Levaram São Simão por muito próximo do mínimo. Somos contra a privatização ", diz Telma Patricia Santos, da CTB (Central dos Trabalhadores do Brasil).

"A gente teve um resultado acima do esperado. Foi importante porque não foi só uma empresa, foram três. Uma que chega ao Brasil forte, a SPIC, e duas já conhecidas no mercado brasileiro, Engie e Enel", disse o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho.

Folha Uol