Depoimento de Lula na íntegra a Moro

14 de setembro de 2017 | _


Em depoimento ao juiz Sérgio Moro nesta quarta-feira 13, em Curitiba, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva negou a versão do ex-ministro Antonio Palocci a respeito de um “pacto de sangue” que teria sido firmado em 2010 entre Lula e Emilio Odebrecht, então comandante da empreiteira. Lula atribuiu as “mentiras” de Palocci ao desejo do ex-ministro de “querer ser livre”.

Nesta quarta-feira, o Ministério Público Federal (MPF) no Paraná questionou Lula sobre a reunião com base em um documento apresentado no fim de agosto por Marcelo Odebrecht, no âmbito de seu acordo de delação premiada. É uma ata de reunião realizada em 30 de dezembro de 2010, penúltimo dia do mandato de Lula, entre ele, Dilma e Emilio, no qual constam temas como “estádio do Corinthians” e “Instituto Lula”. Lula confirmou a realização da reunião, mas disse que o encontro “não deve ter durado dez minutos”.