Brasil, meu Brasil!

7 de setembro de 2017 | _
Fomos colonizados por portugueses e sobre esse povo que nas Terras Tupiniquim aqui desembarcaram, há muitas versões, do tipo que os que os que vieram foram os degradados, criminosos expulsos de Portugal. Talvez por isso se explique sermos um povo com fascínio ao errado. Por outro lado, também tivemos pontos positivos como os movimentos literários riquíssimos.

Mas essa terra adorada e gigante pela sua natureza, tem sofrido tanto que o brado de sua gente não é mais tão forte. Hoje parecemos adormecidos, deitados eternamente ao sono profundo.

"Mas, se ergues da justiça a clava forte
Verás que um filho teu não foge à luta
Nem teme, quem te adora, a própria morte"

Acordemos para vida, não tornemos mais escravos dos mandos e desmandos das torres e muito menos do Jaburu. Que o sol da liberdade, em raios brilhantes recaiam do céu em nossa pátria. Ó triste pátria ainda amada, tu ainda podes ser um simbolo de luta, se teu povo indignado, Bradar (CHEGA!).

Estamos prestes a perder o que foi nos dado: A independência, a autonomia cívica.

O Jaburu com o aval das torres nos vendem, eles preparam a entrega de nossa terra adorada, vendem nossos campos que gemem dores, nos roubam nossas flores e entregam a Amazônia.

Acorda Brasil! Não deixemos que roubem nosso sonhos...bonito pela própria natureza.

Deus abençoe nosso povo, nosso BRASIL!