Professora agredida por aluno diz que atirar ovos em políticos não é agressão

23 de agosto de 2017 | _
Somos contra qualquer tipo de violência e repudiamos o ato do garoto que agrediu sua professora em escola na cidade de Indaial, Santa Catarina. Em sua time line, a professora afirma que o jovem de 15 a anos a atacou lhe desferindo socos machucando seu rosto.
Segundo o relato, Marcia Friggi a (professora) teria expulsado o jovem de sala após ele ter proferidos palavrões contra ela. Ao pedir que o estudante colocasse um livro sobre a mesa, ouviu que "ele colocava o livro onde bem quisesse". Após nova reprimenda, ele ofendeu a professora com um termo chulo e foi expulso.

Como disse acima: Repudiamos a atitude do aluno.

Mas não podemos levar a sério apenas aquilo que nos convém.

A professora foi a favor da "rebolada" de ovo no deputado Jair Bolsonaro. Disse ela, que a atitude da moça sobre Bolsonaro foi um ato revolucionário, não foi violência e nem desrespeito.

Assim, porque não podemos ver a atitude do garoto como um ato de mais uma vitima de um sistema opressor? Sistema que oprime negros e pobres.