Maradona se oferece como ‘soldado’ de Maduro

9 de agosto de 2017 | _
AFP

O ex-jogador de futebol argentino Diego Maradona enviou nesta terça-feira uma mensagem de apoio ao presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, na qual se oferece como “soldado” da revolução bolivariana.

“Somos chavistas até a morte. E quando Maduro ordenar, estou vestido de soldado para uma Venezuela livre, para lutar contra o imperialismo e os que desejam apoderar nossas bandeiras, que é o mais sagrado que temos”, escreveu Maradona no Facebook.