Uma vacina à Reforma Política é estratégia para evitar inabilitação de Lula

15 de julho de 2017 | _
Uma emenda apresentada pelo deputado Vicente Cândido (PT-SP), relator da reforma política, permite que candidatos possam antecipar o registro de suas candidaturas e impede prisões oito meses antes do pleito.

A proposta é uma vacina contra a estratégia da direita brasileira, que pretende utilizar o Poder Judiciário como arma política para condenar Lula em segunda instância apenas com o objetivo de retirá-lo da disputa presidencial de 2018.

"É nossa arma contra esse período de judicialização da política”, disse Cândido à coluna política do Estado de S. Paulo. “Estou pensando nesse momento conjuntural do Brasil, criando um contrapeso. É uma blindagem da política. Nós precisamos fazer alguma coisa.”