Proposta do Novo Fies quer arrancar 30% do salário pós-formatura

5 de julho de 2017 | _
O projeto de Temer para o Fies visa arrancar 30% do aluno recém-formado, como via de combater a inadimplência e garantir o lucro dos empresários da educação e dos banqueiros.

Com o desemprego e inadimplência em alta, o governo de Temer irá anunciar um novo plano para proteger ainda mais o lucro dos empresários da educação e dos banqueiros. A medida prevê retirar do bolso do aluno formado assim que arranjar um emprego, descontando quase 1/3 de seu salário. Ainda não definiu um prazo para acionar o fiador e fundo garantidor, mas tudo indica que irá reduzir o prazo.

A previsão de lançamento do Novo Fies é para esta quinta (6). Temer irá manter mais 75 mil inscrições para o segundo sementre deste ano com as regras atuais. O novo projeto que ataca diretamente o estudante pobre para garantir o alto lucro dos bancos e donos da educação privada valerá a partir de 2018.