O homem enlouqueceu ou acredita também em papai noel e duende verde

7 de julho de 2017 | _
Se alguém ainda levasse a sério Michel Temer, diria, depois desta declaração, que ele enlouqueceu. Pois olhe o que ele disse ao chegar á reunião do G-20, talvez o último compromisso internacional de seu período na Presidência:
“Crise econômica no Brasil não existe. Pode levantar os dados que você verá que nós estamos crescendo no emprego, estamos crescendo na indústria, estamos crescendo no agronegócio. Lá (no Brasil) não existe crise”.
Mas ele não ensandeceu, não.

Isso é o retrato puro de Michel Temer, o homem tão centrado em si mesmo que não consegue se dar conta da realidade, apenas cavalga a sua imensa vaidade.

Temer, transtornado por seu ego, crê que as pessoas vão acreditar no que diz apenas porque ele diz, desprezando todas as evidências.

Sejam as evidências o desemprego, a recessão, as malas ou as gravações obscenas ou todas e qualquer uma das que surgem em profusão.

Temer foi destruído por isso, não por Joesley Batista e pela mídia, que apenas catalisaram este seu descolamento do real, imerso que sempre esteve no pântano da politicagem parlamentar.

A mala existe, o golpe existe, a crise existe.

O que não existirá, daqui a alguns dias, será Michel Temer.