Macau: O alto preço do lixo para uma cidade suja

17 de julho de 2017 | _
Da série: Do Lixo ao Luxo!

Semana passada postamos (aqui) sobre escândalos envolvendo prefeituras e empresas de lixo que servem apenas para beneficiar gestores e assessores públicos, que engordam suas contas e aumentam seus patrimônios, enquanto que a população de suas cidades pagam um alto preço por serviços sem qualidades que só lhes tiram a alto estima. Exemplo disso são os muitos lixos e entulhos espalhados em praças e ruas de Macau, como mostram as imagens abaixo. E mesmo com os muitos exemplos já visto, a Prefeitura de Macau que paga a bagatela de R$ 300 mil por mês, a uma empresa de limpeza e outros R$ 4 mil reais para outra empresa indicar locais onde a coleta e a limpeza devem ser realizada, ainda assim, a cidade continua suja.

É o dinheiro público jogado ao lixo... enquanto outros estão no luxo e a população no chorume.

Segundo um leitor do blog, o prefeito inova na ornamentação de uma das principais praças da cidade, onde se vê na Praça São Pedro a criação da modalidade "banheiro ao ar livre", com vaso sanitário, lixo e mato à vontade.