Artistas criam movimento 342 para que Temer seja investigado e afastado

10 de julho de 2017 | _
Rejeitado por mais de 90% dos brasileiros e também denunciado por corrupção, Michel Temer conseguiu unir a classe artística contra seu governo, que afunda a economia e mancha a imagem do Brasil.

Em diversos vídeos, nomes como Wagner Moura, Letícia Sabatella, Glória Pires, Nando Reis, Fábio Assunção, Fernanda Abreu, Leandra Leal, Bebel Gilberto e Maria Casedevall, entre muitos outros nomes da cultura nacional, explicam o movimento 342, número mínimo de deputados para que Temer seja investigado e afastado do cargo que conquistou por meio de um golpe parlamentar.

Temer tenta resistir comprando votos no Congresso, mas deve ser denunciado também por obstrução judicial; confira alguns dos vídeos.