PF diz que gravação de Joesley e Temer não foi editada

24 de junho de 2017 | _
A Polícia Federal concluiu que a gravação da conversa entre Joesley Batista, 1 dos donos da JBS, e o presidente Michel Temer não foi editada. Vários veículos de comunicação publicaram a informação a respeito dessa conclusão da perícia da PF.

A análise do material foi finalizada nesta 6ª feira (23.jun.2017) pelo INC (Instituto Nacional de Criminalística. O resultado da perícia indica que foram encontradas 180 interrupções “naturais”, ou seja, quando o equipamento de gravação provoca algum tipo de interrupção na captação do áudio. Ainda não há divulgação oficial do estudo produzido pela PF.