Maior liderança do PSDB, senador Aécio Neves pesa agora contra ele denuncia de corrupção passiva e obstrução de justiça

2 de junho de 2017 | _
Rodrigo Janot, procurador-geral da República, pediu nesta sexta-feira (2), ao Supremo Tribunal Federal (STF) nova autorização para investigar o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG), desta vez por lavagem de dinheiro. O pedido foi feito no início desta noite, após o parlamentar ter sido denunciado pelos crimes de corrupção passiva e obstrução da Justiça.

A denúncia assinada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que pede a "perda de função pública" de Aécio.