Fachin tira de Moro investigações sobre Lula e Cunha relacionadas à Odebrecht

21 de junho de 2017 | _
O ministro Luiz Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF, aceitou recursos das defesas de Lula e de Eduardo Cunha (PMDB) e tirou do juiz Sérgio Moro quatro investigações relacionadas às delações premiadas dos executivos da construtora Odebrecht.

A pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, Fachin havia remetido os trechos das delações que mencionam Lula e Cunha para Moro, responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância.

Os advogados de Lula e Cunha recorreram a Fachin no Supremo argumentando que os quatro episódios citados pelos delatores da empreiteira envolvendo os dois não têm relação com as irregularidades cometidas na Petrobras.