Eleições indiretas fortalecem a agenda de reformas imposta pela elite financeira

3 de junho de 2017 | _
Carta Maior - A imprensa tradicional não entrou no coro pelas diretas (de novo), mas abraçou a saída de Temer. E o faz de tal forma que já especula quais seriam os nomes para sua substituição, inclusive com cotação atualizada em tempo real. Apesar de serem vários os "pré-candidatos" elencados para possíveis eleições indiretas, todos querem aprovar as reformas trabalhista e da Previdência.