BC vê inflação menor em 2017 e 2018, mas deve reduzir corte nos juros

22 de junho de 2017 | _
Órgão revisou previsão para o IPCA de 4% para 3,8% ao fim do ano, porém citou 'incerteza elevada' sobre avanço das reformas e do ajuste fiscal

Estadão -- O Banco Central reduziu as projeções para a inflação deste e do próximo ano. Segundo o Relatório Trimestral de Inflação (RTI), divulgado nesta quinta-feira, 22, o cenário de mercado prevê IPCA de 3,8% em 2017. A mais recente ata do Comitê de Política Monetária citava previsão de alta de 4,0%. No relatório de inflação divulgado em março, o BC também esperava alta do índice oficial de inflação de 4,0% pelo cenário de mercado.

Para 2018, o cenário de mercado indica que o IPCA ficará em 4,5%, e não mais em 4,6% como constava na mais recente ata do Copom. No RTI de março, a projeção era justamente de 4,5%, ou seja, no centro da meta.

O cenário de mercado utiliza como parâmetros as previsões dos analistas, contidas no Relatório de Mercado Focus, para a taxa de câmbio e os juros no horizonte da previsão. O BC informou também, no RTI, que a projeção para o IPCA nos 12 meses encerrados no segundo trimestre de 2019 está em 4,3% no cenário de mercado. No relatório, o Banco Central ainda manteve a projeção para o PIB de 2017 em 0,5%.