Vereador Dr. Kekel protocolou Projeto Lei que acaba com nepotismo na administração Pública em Macau

14 de maio de 2017 | _
A cultura de transformar o serviço público em um cabide de empregos para familiares de agentes públicos pode estar com os dias contados na cidade de Macau. Isso porque o vereador Dr. Kekel (PPS), protocolou na Câmara projeto contra nepotismo.

O vereador apresentou um projeto de lei que proibi a contratação de parentes de políticos pela Prefeitura de Macau, de pessoas tanto físicas quanto jurídicas que tenham algum laço familiar com pessoas ligadas ao governo, tais como secretários, vereadores, chefes de serviço etc., enfim, que ocupem algum cargo ou função de confiança, ou seja, parente do prefeito ou de algum vereador.

Se é parente do prefeito ou da sua esposa, de vereador, da mesma forma com os secretários e algum chefe de serviço, de agora em diante poderá ser proibido por Lei de ser contratado pelo município de Macau. Lisura!

 “Vamos fazer uma campanha forte nas redes sociais, pois precisamos da participação popular, como pressão para conseguirmos mais essa vitória para o povo e moralizar as instituições”.

Além de proibir a relação parental entre os detentores de cargos comissionados, o parentesco em processo licitatório, com relação aos licitantes que são parentes de gestores também faz parte do projeto.

De acordo com Dr. Kekel, a moralidade pública foi o que motivou o projeto, afim de resguardar o interesse público, evitar e dificultar a fraude à licitação, por conluio entre o licitante e o gestor. Além de dar um fim no cabide de emprego, como se a prefeitura fosse a mãe de todos, ou um reduto familiar.

O projeto já se encontra nas comissões permanentes e promete gerar polêmica até a votação em Plenário.